Extinção da Justiça do Trabalho

14/01/2019 14:45:57

Ato em defesa da Justiça do Trabalho será realizado na próxima segunda-feira no Fórum Ruy Barbosa
Aojustra participa da organização do movimento ao lado de outras entidades representativas da JT

Um Ato em defesa da Justiça do Trabalho será realizado, na próxima segunda-feira (21), no Fórum Ruy Barbosa em São Paulo. A mobilização, marcada para acontecer a partir das 10 horas, foi convocada pela Associação dos Advogados Trabalhistas (AATSP) de São Paulo após as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade de extinção deste importante ramo do Judiciário.

Além da AAT, o Ato conta com a organização da Amatra-2, Aojustra, SASP, Sintrajud, entre outas entidades representativas da Justiça do Trabalho.

Para a diretoria da Aojustra, as declarações do presidente Jair Bolsonaro são equivocadas e demonstram desconhecimento sobre o papel social e a efetividade da JT; e desrespeito com a população e com os servidores e magistrados que, diariamente, atuam para oferecer um serviço de qualidade para o jurisdicionado.

Na próxima quinta-feira (17), a Associação realiza Assembleia Geral Extraordinária que, dentre outros itens, irá debater o tema e estabelecer o posicionamento dos Oficiais de Justiça quanto à proposta.  

Porém, desde já, a Aojustra conclama todos os Oficiais de Justiça do TRT-2 a participarem da mobilização marcada para a próxima segunda-feira (21) para que, juntos, possamos combater a ideia lançada pelo presidente da República.

“É muito importante que os Oficiais integrem o Ato e atuem pelo fortalecimento do sistema de justiça juslaboral”, afirma o presidente Thiago Duarte Gonçalves.

Reunião de Preparação – Na última sexta-feira (11), o presidente da Aojustra participou de uma reunião na sede da AAT-SP que definiu a preparação do Ato no dia 21 no Fórum Ruy Barbosa. Representantes das entidades sindicais e associativas alinharam as ideias para que a manifestação cumpra o objetivo de demonstrar a importância da Justiça do Trabalho para toda a sociedade.

Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo