Solidariedade

13/04/2020 19:46:10

Aojustra divulga balanço de arrecadações da primeira semana da Campanha de Solidariedade pelo Grajaú
Oficiais de Justiça, servidores e amigos/familiares participaram dos primeiros dias de contribuições.

A Aojustra arrecadou, nesta primeira semana de Campanha de Solidariedade em benefício das famílias carentes do Grajaú, mais de R$ 7,5 mil. A maioria das contribuições veio dos Oficiais de Justiça, sendo que o montante também contou com a ajuda de servidores internos da Central de Mandados, amigos e familiares, num total de aproximadamente 40 pessoas. CLIQUE AQUI para ver o balanço das doações.

O dinheiro foi utilizado para a compra de 50 cestas básicas doadas à Comunidade Porto Velho localizada na estrada do Barro Branco, Jardim Moraes Prado. 

Cada cesta contém, entre outros, itens básicos como arroz, feijão, açúcar, sal, óleo, molho de tomate, macarrão, temperos, leite em pó, café, achocolatado, fubá, farinha de mandioca e de trigo, biscoitos; produtos de limpeza como detergente, sabão em pó e pedra; e higiene, sendo sabonete e creme dental.

Os interessados em contribuir podem ajudar através de depósito com qualquer valor financeiro em: Banco do Brasil/ Ag: 2800-2/ C-C: 129.084-3 -  em nome da Aojustra, CNPJ:  12.908.469/0001-02. Após a doação, o servidor deve encaminhar o comprovante de depósito para o e-mail aojustra@outlook.com, com a informação que se trata de doação para a campanha de solidariedade. 

Outra maneira de contribuir é pela ajuda na organização da campanha. Para isso, basta enviar mensagem via WhatsApp a um dos diretores da Associação e manifestar o interesse.

A prestação de contas da campanha será divulgada semanalmente nesta página eletrônica.


COMO A CAMPANHA COMEÇOU

Desde a última segunda-feira (06), a Aojustra tem divulgado a participação na Campanha de Solidariedade em favor das famílias carentes do Grajaú. O local existe desde 2013 com mais de 4.500 moradores, sendo 579 crianças entre 0 e 10 anos, 152 idosos e 115 pessoas com deficiência. Segundo informações obtidas pela Aojustra, a maior parte dos moradores sobrevive de atividades informais realizadas nos trens. “Desde que começou esse isolamento social, as pessoas nos procuram desesperadas, sem saber o que fazer, porque aquele trabalho que faziam no trem não pode mais ser feito devido ao isolamento”, afirma a líder comunitária Jenny Casemiro de Lima.

O movimento de arrecadação financeira para a compra de alimentos, produtos de higiene e remédios aos moradores da Anchieta-Grajaú teve início através da servidora do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Eveline Davi de Lima, que reforça a necessidade daquelas pessoas que, sem condições de suprirem a própria sobrevivência e da família, procuram amparo à associação dos habitantes do terreno, que não possui capacidade econômica de atender as demandas.

“Com esse quadro atual, tivemos a iniciativa de promover esta campanha de arrecadação de dinheiro, visando a montagem e distribuição de cestas básicas, compra de gás de cozinha e demais produtos de primeira necessidade”, conta.

Diante da importância da solidariedade e do amor ao próximo, a Aojustra chama a atenção de todos os Oficiais de Justiça para que participem da campanha e contribuam com as mais de 1.100 famílias que vivem no local.

“Reafirmamos a importância da solidariedade neste momento tão incerto pelo qual vivemos. Se você pode ajudar, contribua”, finaliza a diretora responsável pela campanha Simone de Oliveira.  

Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo