Você está aqui

TRT diz que não haverá comissão para estudar vagas de Oficiais em concurso

A Aojustra recebeu, nesta quarta-feira (06), resposta do presidente do TRT-2 sobre o pedido protocolado pela Associação para participação em estudo sobre as vagas que serão disponibilizadas para Oficiais de Justiça no próximo concurso do Regional.

A Aojustra lembrou que, em sessão administrativa do Órgão Especial, o Tribunal examinou o Processo 39265/2017, que tratou do início dos trâmites para abertura de concurso público. Por maioria de votos, foi aprovada a realização de um estudo a fim de que se verifique a necessidade de inclusão no edital de vagas para o cargo de Analista Judiciário, especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal.

No documento recebido nesta quarta-feira, o Desembargador Wilson Fernandes afirma que os estudos autorizados na sessão plenária “não serão realizados por Comissão ou Comitê, mas resultarão da atuação ordinária das diversas áreas técnicas do Tribunal”.

O presidente do Regional possibilita que a Aojustra encaminhe parecer em colaboração, que “será recepcionado e apreciado sob o prisma do interesse maior”.

A Associação providenciará o parecer a fim de trazer elementos e subsídios para os estudos.