Notícias

113 visitas
01/12/2021 18:30:51

Comissão do Senado aprova PEC dos Precatórios: mobilizações seguem em Brasília contra o desmonte dos serviços públicos
Aojustra integra ações contra a retirada de direitos da categoria.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta terça-feira (30), por 16 votos a 10, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 23/2021, conhecida como PEC dos Precatórios. A matéria foi encaminhada ao Plenário.

A PEC libera espaço fiscal em 2022 e altera o método de cálculo do teto de gastos previsto na Emenda Constitucional 95. Precatórios são dívidas da União, estados, municípios e Distrito Federal, os "entes federativos", determinadas por sentença judicial definitiva. Podem ser relacionados a impostos, questões salariais ou qualquer outra causa.

Durante a reunião, o relator da PEC e líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB/PE), anunciou ter acatado, total ou parcialmente, 17 emendas propostas pelos senadores, alterando trechos mais polêmicos do parecer. Por acordo de lideranças, os destaques que seriam votados na CCJ foram retirados e ficou acertado que a discussão em relação ao texto final prosseguirá até a deliberação do Plenário.

O presidente da CCJ, senador Davi Alcolumbre (DEM/AP), chegou a suspender a reunião durante duas horas, para que se chegasse a um acordo sobre o texto final que permitisse a aprovação pelo colegiado. Entre outras reivindicações, diversos senadores pleitearam que o pagamento dos precatórios de natureza alimentar (decorrentes de ações judiciais relacionadas a salários, pensões ou aposentadorias), dos quais muitas vezes os credores dependem para a própria subsistência, fosse explicitamente garantido na PEC. 

MOBILIZAÇÕES SEGUEM NESTE MÊS DE DEZEMBRO

Servidoras e servidores públicos de todo o país seguem mobilizados na 12ª semana permanente em Brasília contra a Reforma Administrativa (PEC 32/20) e PEC dos Precatórios (PEC 23/21) com atos no Aeroporto Internacional de Brasília e em frente ao Anexo II do Senado Federal. 

A Aojustra integra as ações de combate às propostas que visam o desmonte dos serviços públicos e a retirada de direitos da categoria.

Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo com o Senado e a Fenajufe