Notícias

117 visitas
30/11/2021 18:32:16

Associado da Aojustra relata atuação em Brasília contra a Reforma Administrativa
Bruno Zioli integrou a caravana da Associação que esteve nas ações entre os dias 23 e 25 de novembro.

O associado Bruno Zioli integrou a caravana da Aojustra que esteve em Brasília, entre os dias 23 e 25 de novembro, para mais uma semana de ação contra a Reforma Administrativa.

Em relato encaminhado para a Associação, o Oficial de Justiça fala sobre o trabalho desempenhado junto aos parlamentares, bem como a participação nos atos promovidos pelas entidades representativas do serviço público.

Confira:

Tive a oportunidade, proporcionada pela Aojustra, de ir a Brasília nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2021. 

Lá visitamos diversos gabinetes de parlamentares, na luta pela queda da PEC 32, que, conhecida por Reforma Administrativa, na prática é o início do fim do serviço pública eficiente, célere, assertivo, mas, sobretudo, independente. Com a entrada na administração de uma série de agentes externos, por meio de cargos de indicação política, enfim...

Logo na chegada a Brasília, foi muito gratificante ver a intensa presença de inúmeros trabalhadores, no próprio aeroporto, fazendo atos, todos absolutamente pacíficos, visando a pressionar os parlamentares que chegavam à capital.

Ainda em Brasília, houve presença de alguns colegas em sessões de outras pautas, todas voltadas à inviabilidade de mais retrocessos, especialmente, na data, à votação do Projeto de Lei Complementar nº 454/2014, que estabelece requisitos e critérios diferenciados para a concessão de aposentadoria aos servidores públicos com deficiência, o que expõe a imprescindibilidade da constante presença de todos nós por lá.

Houve também, entre a visita a um ou outro deputado, um maravilhoso ato lúdico, em frente ao Congresso, demonstrando a irresignação de toda uma classe, que afeta, ao fim e ao cabo, toda população, que é a compra de apoio dos parlamentares para reforços e reformas de interesse do Governo.

O que é preciso é externar a importância da luta de cada Servidor e Servidora contra quaisquer atos do governo que busque atacar nossos direitos. Notadamente nesse período tão sombrio, suplica-se a luta de cada pessoa.

A batalha é árdua, mas necessária.

À luta, portanto, companheiros e companheiras.  

Bruno Zioli - Oficial de Justiça do TRT-2, associado à Aojustra