Notícias

114 visitas
25/11/2021 20:21:19

Em novo ato no Senado contra a PEC 32 e PEC 23 servidores mandam recado: se votar não volta!
Aojustra integra mobilizações em Brasíla.

No encerramento da décima primeira semana de mobilização permanente em Brasília contra a Reforma Administrativa (PEC 32/20), servidoras e servidores voltaram ao Senado para denunciar a tentativa de calote do governo BolsoGuedes nas dívidas públicas com a PEC dos Precatórios (PEC 23/21). Os dirigentes foram claros: se votar não volta!

A Aojustra segue integrada nas mobilizações e se fez presente nas ações realizadas no aeroporto, Câmara e Senado Federal no DF.

A PEC 23/21 se configura em calote nas dívidas públicas. Os precatórios são as dívidas que a União, Estados ou Municípios devem pagar a servidores(as) após decisões judiciais finais (trânsito em julgado). Ou seja, a proposta adia o pagamento e parcelamento dessas dívidas.

Com a manobra, Guedes e Bolsonaro abrem um espaço de R$ 91,6 bilhões no orçamento em 2022 (ano eleitoral) alterando o teto de gastos para viabilizar o Auxílio Brasil — programa que substituirá o Bolsa Família — e prevê recursos para as chamadas emendas do relator.

Durante o ato desta quinta-feira, o diretor da Aojustra e coordenador da Fenajufe Thiago Duarte destacou a unidade das entidades na construção dessa luta permanente — em Brasília e nos estados — que tem surtido efeito e que seguirá até o fim do ano, até que a PEC 32 seja derrotada. 

Clique Aqui e assista!

Fonte: Fenajufe, editado por Caroline P. Colombo